sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

BLOGS COMO UMA ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA


GOMES, M, J. (2005)" Blogs:um recurso e uma estratégia pedagógica" , in Antonio Mendes, Isabel Pereira e Rogério Costa (editores), Atas do VI Simpósio Internacional de Informática Educativa, Leiria: Escola Superior de Educação de Leiria, pp. 311-315.
Resenha por Josete Maria Zimmer
O artigo revela que em Portugal desde a criação do primeiro blog até 2005 o número de autores e leitores crescem em rítmo acelerado, e que, embora não haja referências sobre blogs diretamente relacionados com a educação, há interesse e adeptos em diversas experiências com blogs sendo que uma dessas ocorreu na Universidade do Minho em um curso de Mestrado em Informação e Jornalismo, quando em 2002 foi criado o Blog "Jornalismo e Comunicação". A autora indica que a nível mundial já existe a blogosfera educacional que constitui uma variedade de blogs existentes no contexto escolar. Essa "blogosfera" está cada vez mais transversal atendendo aos diferentes níveis de ensino. Desse modo, para a autora, os blogs na Educação ou Edublogs, já constituem uma prática de intervenção pedagógica e também um domínio de estudo e investigação.
Segundo a autora exploração dos bloggs centraram-se essencialmente em aspectos de caráter pedagógico que estão relacionados diretamente com o processo de ensino e de aprendizagem. Outrossim, indica outras vertentes de utilização de blogs consideradas pedagógicas, quando por exemplo, no domínio da ligação da escola à comunidade em que se insere, ou na aproximação entre a escola e os dirigentes da educação. A facilidade de criação e manutenção de um blog e a existência de serviços gratuitos e de qualidade, bem como a crescente divulgação de perspectivas e experiências práticas da sua utilização, no âmbito escolar, pressupõe que não seja uma moda passageira, mas, um novo recurso que pode suportar diversas estratégias de ensino aprendizagem.
Com o aumento das condições de acesso à Internet, a colocação de “banda larga” nas escolas e o aumento do número de famílias com acesso à Internet a partir das suas residências é também outro pressuposto muito positivo.
Minha conclusão e intuição é que, os blogs como recurso de ensino-aprendizagem podem facilitar o acompanhamento das atividades realizadas na sala de aula e discutí-las com os alunos em qualquer lugar e espaço de tempo. Além disso, os blogs podem ser utilizados por qualquer professor, de qualquer área do conhecimento e nível de ensino.Se pensarmos na perspectiva transversal, o blog pode ser um ótimo recurso para se trabalhar projetos como: Saúde, Meio Ambiente, Diversidade Cultural com ênfase no desenvolvimento da leitura e escrita.
Texto completo disponível em :
http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/4499/1/Blogs-final.pdf

VEM AÍ A WEB 3.0

Minha gente, no Congresso Internacional www2009, em Madrid, sobre redes sociais e suportes móveis para internet, Tim Berners Lee, criador da World Wid Web, acredita que a Web 3.0, sucessora da Web 2.0, mãe das redes sociais, cresça em direção a uma intercomunicação mundial sem precedentes, ou seja, vai derrubar barreiras lingüísticas, pois no futuro as pessoas irão se conectar através do telefone móvel, o que tornará a internet cada vez mais incontrolável.
Sobre a questão do controle, Berners aponta para a necessidade de segurança, a fim de salvaguardar a privacidade das pessoas. Para isso aposta em medidas governamentais de proteção, prevenção, e controle, a fim de proteger conteúdos e penalizar quem comete crimes na internet. Certamente Berners está pensando que com toda expansão das redes, será muito difícil prever o que acontecerá no futuro e, portanto, da necessidade de proteger os cidadãos da criminalidade na rede, e também, da propriedade intelectual, que a meu ver são questões extremamente preocupantes.
Link para essa reportagem encontra-se aqui.

VERDADES DA PROFISSÃO DE PROFESSOR

“Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho. A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda."
Paulo Freire
Fonte: Site Pensador